- Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

- Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Qua Jan 26, 2011 12:14 am



Nome da Fanfic: Paixão Sombria.
Tipo: Romance/Suspense.
Classificação: Livre.

Resumo: Olhou para o espelho e não reconhecia o seu próprio rosto, aquele ar de felicidade o incomodava, virou para vê-la dormindo em sua cama, era um anjo, simplesmente um anjo. Seu olhar fixado nela a fez a corda.
- Você está bem? (Ela sorrio, estava feliz por tê-lo)
- Estou bem! (Exclamou, não queria deixa-la preocupada)
Sentou ao seu lado, beijando delicadamente os seus lábios.


Última edição por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:40 pm, editado 4 vez(es)
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Jan 28, 2011 1:22 pm

Tempestade de Sensações
Capitulo 1

Ouço choros e alguns gritos, tento ouvir de onde veio todo aquele barulho, mas não o encontro, a minha cabeça doía, talvez tenha exagerado nas taças de vinhos. Vejo alguém ao longe, esfrego os meus olhos com as mãos na tentativa de enxergar melhor, enfim consigo ver, era ela, estava sorrindo pra mim. Uma leve sonolência toma conta de mim, fecho os olhos e sinto molharem meus lábios, tenho a sensação de ser beijado, definitivamente era um beijo, abro os olhos e a ela está deitada sobre mim toda ensangüentada. Acordo!
Havia tido novamente o mesmo pesadelo de 3 noites anteriores, aquilo me matava por dentro, passei as mãos em meu rosto na tentativa de esquecer, levantei e olhei através da janela tudo indicava que iria chover precisava me apressar estava atrasado. Começo arrumar algumas coisas na mala, o telefone toca, não atendi sabia quem era e por mais que eu quisesse atender não deveria, novamente o meu celular toca, sabia que à hora havia chegado era melhor enfrentar essa situação agora do que já está instalado em Mystic Falls. Atendi o telefonema.

Alo?!
Você está bem?
Claro que estou não sei por que ainda se preocupas com isto sabes que sou um vampiro e sei me virar bem.
Acho que seja um mal habito.
Deve ser mesmo, mas eu sei que não me ligou para falarmos dos seus maus hábitos, enfim, o que você quer?
Só liguei pra saber... (Deu um pausa, não sabia como ele reagiria com a exposição dos seus sentimentos em relação a ele.)
Só ligou pra saber o que? (Não estava interessando em conversa, tudo aquilo doía em seu peito e já não existia mais dialogo e sim um martírio para ambas as partes.)
Você tem certeza que ainda quer voltar para lá? Preferia você aqui comigo séria bem melhor.
Estou convicto que lá é o melhor lugar para ficar, não pertenço mais ai. Vou ficar bem, por favor, não se preocupe!
Se está dizendo. (Seria em vão insistir que voltasse para casa.)
Tchau! Tenho que ir estou atrasado.
Tchau! Eu te a...


Não deixou que terminasse de falar, já havia desligado o telefone, pegou a mala deu uma ótima olhada no quarto, sabia que não poderia ter mais paradas, fechou a porta do quarto e foi até a recepção pagar. Pagou o hotel e tomou o rumo em direção a Mystic Falls.
Já se passavam das 2h da madruga e nem sinal da cidade, o silêncio havia se espalhado, toda aquela tranqüilidade o incomodava, abriu a janela do carro e o vento uivava, fleches dos seus pesadelos apareciam na sua frente, acelerou queria chegar logo a sua antiga casa. Faltavam alguns minutos para o sol raia e logo viu a entrada da cidade, se animou tudo parecia quieto, todos ainda dormiam. Não demorou muito para que chegasse a casa onde morou muitos anos, tinha certeza que ali se sentiria seguro.
Desceu do carro e ele foi logo recepcionado pela Sra. Miles, ela cuidará dele quando ainda era uma criança. O olhou dos pés a cabeça e sabia que não existia mais aquele jovenzinho que corria pela casa só de fraldas, o abraçou e deu um leve beijo em sua testa. Entraram juntos na casa, ele foi direto para o seu quarto estava cansado, precisava dormi, fazia algumas noites que não dormia por causa dos pesadelos. Em quanto a Sra. Miles preparava o café do rapaz, alguém baterá na porta, fazendo assim Stefan acorda.

Luke meu querido abra a porta, por favor. (Falou em um tom baixo que ele ouvisse do quarto)
Certo Sra. Miles. (Disse levantando e indo em direção a porta do seu quarto)


Em um rápido movimento já estava em frente à porta. Ao a abrir encontrou uma bela garota de olhos que mais pareciam uma floresta intensa, sua pele era branca como as nuvens do céu e seu cabelos castanho escuro davam um contraste de como houve se sido retirada de uma pintura. Ele a simplesmente admirou, a garota sem entender muito se apresentou.

Oi, sou a Annie. (Estendeu a mão para cumprimentá-lo)
Eu sou... (Ficou sem palavras, nunca havia visto beleza igual antes. Se recompôs e finalmente reagiu apertando a mão da garota.) ...Luke Smith.

Uma corrente elétrica tomou conta do seu corpo, não sabia o que aquilo significava, o cheiro da garota invadiu as suas narinas o deixando confuso, fazendo com que quiser se tê-la para si, não sentia algo assim deste da morte dela. Abriu e fechou os olhos e naquele instante não sabia o que lhe aguardará naquela cidade.


Última edição por Carolitta em Seg Fev 07, 2011 6:36 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Seg Fev 07, 2011 6:31 pm

Eternidade Obscura
Capitulo 2

Hoje fazia um mês que eu tinha voltado para casa e por algum motivo Nicole ainda não havia me ligado, era estranho esse comportamento vindo dela. Todos os dias ajudava a Sra. Miles, sempre que me pedia, no tempo livre ficava no lago tentando não pensar naquela bela garota, o que se tornava praticamente impossível, algo nela me chamava atenção, depois do dia que nos conhecemos não a vi mais.
Uma sensação de impotência tomava aos poucos conta de mim, como podia uma estranha tomar conta dos meus pensamentos isso era inaceitável, aquilo me deixou furioso, peguei o travesseiro e pus no rosto, queria sufocar aquela sensação, estava tão entretido que não percebi quando a Sra. Miles entrou em meu quarto.
O que está te incomodando filho?
Nada de importante Sra. Miles. (A sua voz saiu aflita)
Meu rapaz. (Sentou ao seu lado e passou a suas mãos sobre o cabelo do rapaz) Não sei o que se passa na sua cabeça, mas tenho certeza que vai acabar achando uma solução. Enfim, saia para se diverti, ficar em casa não vai lhe ajudar. (Sorrio para ele)
Talvez a senhora tenha razão. (Suspirou era como se não tivesse outra opção)

Ela se levantou e deixou o quarto, não pensei duas vezes talvez a Sra. Miles tivesse razão sobre eu sair, o telefone toca, e não podia estar mais surpreso uma mensagem da Nicole, pedindo que a encontrasse na praça da cidade. Era noite e me sentia faminto, pulei da janela, peguei o carro e fui em direção a floresta depois que comece alguma coisa iria para a praça.

– x –

O despertador toca e Annie ainda dormia, por mais que fosse férias de verão não estava querendo acorda cedo todos os dias, sua mãe entrou e desligou o aparelho a fitou por um instante e saiu. Não demorou muito para que Sophi entrasse pela janela e pula se em cima dela acordando-a.
Bom dia dorminhoca. (Sua voz soava animação pura) – Tenho boas notícias!
Quais são? (Despertou depois que ouviu BOAS NOTÍCIAS)
Encontrei o Luke ontem a tarde perto do lago, ele parecia bem pensativo. (Disse com um quase sorriso no rosto)
Hum... Interessante! (Ficou pensativa)
O que você vai fazer? (Perguntou Sophi)
Como assim? (Olhou pra ela com ar de surpresa)
Não me diga que você não sente nada por ele. (Sorrio)
Eu mesma não! Sophi dá pra PARAR! (Alterou-se)
Certo, mas se você não vai fazer eu mesma faço.
Como assim Sophi? (Questionou)

Não teve resposta, tudo ficou em silêncio novamente, quando virou para janela ela já havia saído, apesar dela ainda não ter nenhuma idéia do que Sophi iria aprontar, preferiu falar com o John, levantou e arrumou se para sair. Desceu as escadas rapidamente nem passou pela cozinha para tomar café, precisava de alguém para ficar de olho em Sophi.

Estacionando em frente à casa dos Pincelli, o viu a esperando na janela de seu quarto, saiu do carro e subiu.
Oi pequena Annie. (Estava em pé perto da janela)
Preciso da sua ajuda! (Não adiantava querer se enganar, ela sabia que ele queria alguma coisa em troca)
Que tipo de ajuda? (Perguntou)
Fica de olho na Sophi, por favor, ela vai aprontar! Então vai me ajudar? (O olhou fixamente esperando uma resposta)
Ok!
Obrigado John. (Sorriu para ele o agradecendo)

Annie o beijou no rosto como forma de agradecimento e saiu do quarto, Sophi que ouvira toda a conversa adentrou no ambiente e se andou na direção de John, enfim beijando-se. Infelizmente aquele pequeno gesto não era uma forma de quem se agradecia algo, podia significar muitas coisas e com certeza não viria nada de bom.

– x –

O céu estrelado, o vento frio, tudo estava calmo, uma noite ideal para surpresas. No meio da floresta ao longe se ouvia o gruindo do animal que o Luke cravava os seus caninos sugando todo o sangue até não restasse uma gota sequer, após ter terminado de caçar olhou para o relógio já estava atrasado, foi para o carro e foi se encontrar com Nicole.

A impaciência já estava tomando conta dela, não agüentava fica esperando, havia passado uma hora do combinado com Sophi. Sentada em uma mesa no fundo do Mystic Grill, começou a pensar sobre o que ela tinha dito pela manhã, talvez fosse uma boa idéia, passear uma hora dessas no lago, não faria mal algum, quem sabe pudesse esbarra nele. Distraída em seus pensamentos não percebeu quando Sam se aproximou.
Annie é você mesma?
Sam?! (Não acreditou que depois de 2 anos ainda o veria novamente)
É sou eu. Como você está linda! (Disse sentado ao seu lado)
Obrigado. Pelo o que me lembro você ainda continua encantador com antes. (Sorrio)

Como aquilo podia estar acontecendo, logo agora, não tinha como ser algo que Sophi poderia ter inventado. Dois anos se passaram e ele estava aqui do meu lado, como era lindo e como ainda conseguia me deixar com borboletas na barriga.

Chegando à praça a vi sentada em um dos bancos com algumas malas. Desci do carro e ela veio em minha a direção, a ajudei por as malas no carro, a fitei por um momento e pensando bem ter ficado esse tempinho longe dela me fez sentir saudade, ficamos parados por um instante nos olhando até que ela me abraçou e sussurrou no meu ouvido.
Eu te amo. (o beijou na bochecha)
Ok. O que te trás até aqui? (Fechava o porta malas)
Precisava de férias e nada melhor do que ficar com você. (O abraçou novamente) – Estou faminta, que tal comermos alguma coisa?
Não sei por que ainda age como um humano seja mais realista, você é uma vampira. (Retrucou Luke)
Se você não vai comer tudo bem, mais eu vou! (Foi até o Mystic Grill)


Simplesmente não dava pra acreditar que ele estava em Mystic Falls, havia ficado muito surpresa e como podia ter se esquecido dele. Não esperava muito mais uma velho sentimento reacendeu, aquele pensamento me fez estremecer. Distraidamente não percebi quando se aproximou mais e colocou sua mão sobre a minha, até que me surpreendi com a sua pergunta.
Quer que eu te leve em casa?
Hum... Séria ótimo!(Ficou sem jeito novamente)
Ok. Vamos!

Levantamos, ele pagou a conta e fomos andando até a minha casa. Paramos em frente à porta ainda estava nervosa e praticamente chocada por estar com ele, tantas emoções estava me deixando louca, com uma de suas mãos me envolveu e a outra acaricia o meu rosto, o meu coração acelerava a cada segundo que o meu corpo se pressionava ao dele.
Tinha me esquecido de como era bom ficar ao seu lado. (A admirava)
Olhei aqueles olhos verde e sabia que estava segura, senti os seus lábios me beijarem e os seus braços envolvia a minha cintura, estava flutuando só podia, ele me soltou e olhamos-nos um instante ele se despediu.
Boa Noite Annie! (Deu um leve beijo na maçã de seu rosto)
Boa No... (Balbuciou)


Estacionando na entrada da casa, deram mais um tempo dentro do Jaguar preto, o silêncio havia empestado o carro, o vampiro pressionava o volante demonstrando como se algo o incomodasse, estava irritado com toda aquela situação, Nicole chegando, os seus sentimentos confusos sobre Annie e a tão não recente morte de Clara, tudo aquilo o deixava estressado. Respirou fundo e relaxou encostando sua cabeça sobre o banco em quanto ela o observa, vendo a tensão em que ele se encontrava acariciou o seu rosto frio que parecia feito de aço e o beijou vagarosamente nos lábios, aos poucos foi aprofundando as suas caricias, já estava mais próximo de quando saíram do restaurante até que ele a interrompeu tirando as mãos dela sobre ele.
Você tem que esquecê-la, não dá pra viver se martirizando por causa da morte dela. (Olhava para o céu através da janela)
Não estou me martirizando. (Colocou a mão no pescoço dela a sufocando) – Não se atreva mais falar sobre ela, espero que tenha entendido e não será você e nem outra menina que irá substituí-la. (A soltou empurrando-a em direção a janela do carro)
Já entendi! Vou subir e não precisa pegar minhas malas. (A sua voz diminui aos poucos em quanto sai e ia em direção a casa)

A idéia de alguém querer roubar o lugar de Clara era algo que o deixava louco, praticamente o tirava do sério, saiu do carro e foi para o seu quarto. Adentrou e viu o quanto calmo e vazio ali era, a tristeza o invadiu e não queria passar toda a eternidade assim, foi para o quarto de hospede onde a Sra. Miles havia deixado Nicole. Parou em frente à porta sabia que poderia dar a idéia errada a ela, mas ficar pensando em Annie não seria uma decisão plausível. Não precisou bater ela já sabia que ele estava ali, abriu a porta e pediu que entrasse ele ficou parado ao lado da porta e ela sem um mínimo de compaixão pela sua própria vida disse:
Vai ficar mesmo ai ou veio só pedir desculpa? (O questionou)
Cala a boca! (Fechou a porta, a tomou em seus braços e a beijou)

A porta foi fechada assim escondendo os falsos sentimentos que existia naquele quarto mal iluminado, ambos tinham desejos, ambições e segredos, mas nada daquilo era importante a não ser o fato de que teriam que viver aquelas emoções por toda eternidade.
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Qua Abr 13, 2011 6:19 pm

Hey! Você gosta de surpresas?
Capitulo 3


O amanhecer se aproximava os pássaros já cantavam e no céu pequenas manchas de um tom alaranjado indicavam que o Sol ia aparecer no horizonte a qualquer instante.
A indefesa mortal ainda dormia, sua respiração era lenta e no rosto uma afeição prazerosa, ao seu lado o belo rapaz com o tórax amostra a observava dormi. Aquela situação toda era incomum para ele, dormi ao lado da preza tinha um tom hilário e ainda não poder experimentar se quer uma gota de sangue, com certeza o deixava louco.
Não demorou muito e logo a luz do Sol invadiu o quarto, e assim fez com que Annie acorda se, virou para o lado em que se encontrava o vampiro que permanecia a observá-la, o fitou por um instante e falou.
- Num tá muito cedo pra você está acordado?
- Provavelmente, mas quem disse que eu não consigo resistir a sua beleza? (sorriu)
- Hmm, já estamos assim! (o beijou)
Um beijo inesperado para um dia não muito favorável, aquela insinuação podia custar o pescoço de Annie, ou melhor, dizendo o sangue dela. Ele pegou o corpo desnudo e puxou para si e a beijava intensamente, o seu desejo por sangue aumentava a cada segundo, debaixo dos lençóis o pequeno coraçãozinho da garota acelerou em uma proporção que fez com que Luke percebe se, assim fazendo se presente no quarto de Sam.
- Bom Dia! (Exclamou. A sua voz não muito rouca fez com que eles interrompesse o instinto caçador de Sam)
- Hey. (Sam o fitava enfurecido)
- Oi Luke. (Annie usava um tom envergonhado)
- O café está pronto! (Informou)
- Valeu Bro. Já já, iremos descer. (Piscou o olho para Luke, expressando que havia coisas intermináveis ali)
- É Sam preciso trocar umas palavrinhas com você agora, pode ser?
- Claro. Meu amor o banheiro fica ali, qualquer coisa é só me chamar. (A beijou de leve nos lábios de um tom rosado)
Sam levantou e trocou-se rapidamente e já estava fora do quarto, caminhando em direção a escada que dava para sala principal, quando Luke o esmurrou no braço.
- Você tá enlouquecendo? (O olhou espantado)
- Claro que não. E porque eu estaria ficando louco? Que eu me lembre bem, não fiz nada demais. (Havia um tom irônico em sua voz)
- Só vou te dar um aviso. Faz pelo menos umas 2 semanas que não caçamos e você ainda me faz o favor de ficar se envolvendo com essas meninas. (Retrucou)
- Onw, ele tá com ciúme. Pois saiba que eu sei me cuidar.
- Não vou deixar que você faça aquilo de novo, por sua culpa, Clara morreu. Não queira que eu lhe lembre do que foi capaz de fazer por causa desse maldito sangue. (Ficou repleto de ódio e raiva, que não percebeu, quando alterou a voz)
- Não precisa me lembrar e também não precisa ficar com ciúme de Annie, você tem minha irmã, já não é o suficiente.
- O que você está querendo insinuar?(Foi pego de surpresa, não esperava que seus sentimentos por essa mera humana estivessem tão óbvios assim)
- Eu? Nada, mas está bem claro que você sente algo por ela, por acaso faz com que você se lembre de Clara?
-Quem é Clara? E porque eu faço você se lembrar dela?(Balbuciou lentamente)
A voz doce de Annie penetrou os dois vampiros como um punhal, ambos permanecerão estáticos por alguns segundos então Nicole apareceu próximo a eles, uns cinco passos, com um olhar assassino para garota que se encontrava logo atrás dos rapazes. Andou em direção aos três e entrelaçou os seus longos braços pelo peitoral musculoso de Luke, deu um leve suspiro e falou.
- Porque não me chamaram para a reuniãozinha aqui em cima? Detesto quando não sou convidada para esse tipo de coisa. (A sua voz saiu como uma seda, mas repleta de veneno, além do seu fingido tom triste)
- Não tem nada aqui, Nicole. (Sam se prontificou)
- Claro que tem! Como você pode ser tão rude e não apresentar a garota pra sua irmãzinha. (O seu jeito ainda permanecia sínico)
- Nicole deixe-os. (Rebateu Luke)
- Não! Prazer Nicole Miles e você é? (Dirigiu-se a Annie, enquanto brincava com uma mecha negra do cabelo da bela garota)
- Annie Simon. (Disse envergonhada)
- Então você é a nova namorada do meu irmãozinho. Ótimo! Acho que já conhece meu lindo e perfeito NAMORADO Luke. (Sabia que enfatizando bem aquela palavra a deixaria abalada o suficiente.)
- Chega Nicole! Vamos tomar café. (Sam a puxou para perto de Luke, assim a impedindo de falar mais besteiras para Annie)
- Seu namorado... (balbuciou achando que ninguém ali ouviria, mas se enganou)
- Disse alguma coisa queridinha? (Perguntou Nicole)
- CALA A BOCA NICOLE. (A voz de Sam saiu aspera)
- Não se preocupe querida, hoje iremos passar o dia juntos. (Sorriu de um jeito maléfico)
Aquela frase teve um grande efeito em Annie, fez com que estremecesse todo o seu corpo, além de que talvez não fosse capaz de digerir mais alguma notícia que saia se da boca de Nicole.
Sentada na grande poltrona marrom escura de couro, fitava o telefone como seus belos olhos cor de mel com pequenos raios verdes. A impaciência tomava conta de seus dedos finos, tocava o aparelho como se esperasse algo sair dali, até que finalmente tocou e rapidamente foi atendido.
- Alô?
- Você está sozinha?
- Claro que estou seu imbecil. Por que demorou a ligar? (A sua voz sai nervosa)
- Estava ocupado. Você está preparada para hoje à noite?
- Claro, não sei por que ainda está preocupado com isso. (O esnobou)
- Tudo tem que sair perfeito é com isso que me preocupo!
- Não vai sair nada de errado. (Ouviu um ruído) Tenho que desliga alguém está entrando no escritório do meu pai. (Falou apressadamente)
- Não se atrase.
- Tchau. (Desligou o telefone)
Levantou e foi para detrás das cortinas para ver que entrará na sala, mas era apenas o gato, suspirou aliviada pegou o bichano e saiu do escritório.
O dia chegava ao fim o pôr-do-sol ainda demoraria um pouco, os animais ainda encontravam se a vista e não muito longe de Mystic Falls um novo visitante se aproximava da pequena cidade. No táxi um belo rapaz alto aproximadamente 1,90; cabelos lisos de um tom preto azulado, pele levemente bronzeada por causa do sol, olhos de um azul que lembrava as profundezas do mar, lábios medianamente carnudos e um rosto que mostrava certa preocupação “Espero que ela ainda esteja lá” pensou o rapaz.
- 500 pratas, pra você acelerar e fazer com que eu chegue antes do pôr-do-sol.
- Sim Senhor.
Encostou-se ao banco sentindo a brisa do vento atravessar as madeixas de cabelo com mais força, observou o céu e pensou novamente “Desta vez não irei deixá-la escapar novamente. Voltará comigo!” desviou atenção do céu para o livro que estava pousado em um dos seus joelhos e voltou a ler.
Como Nicole havia prometido os quatros passaram o dia juntos. Annie tentou por várias vezes se ausentar, mas não teve muito sucesso. Sentados na varanda da casa Sam sugeriu que fossem jantar no MG, Luke não deu muita importância até que a pequena conversa foi interrompida pelo celular de Annie que tocará.
- Desculpa, mas preciso atender, volto num instante.
- Pode ir cunhadinha, não tem problema. (Sorriu falsamente)
No celular...
- Annie preciso de você. (A sua voz saia cortada)
- Sophi? É você Sophi? (Ficou preocupada)
- Sou eu tá me ouvindo agora?
- Estou. O que houve?
- Preciso da sua bolsa Prada.
- Pode pegar e muito obrigado você acabou de me salvar.
- De nada então.
- Tchau.
Voltando a varando...
- Desculpa, mas não vou poder ir com vocês, estão precisando de mim em casa, quem sabe outro dia. (Sorriu desajeitadamente)
- Não tem problema cunhadinha. (Ainda tinha o sorriso falso no rosto)
- Vamos te levo em casa. (disse Sam)
- Tchau Luke... e Nicole.
- Tchau Annie.
- Sam não esqueça ainda temos que conversa. (Falou com Sam sem dar adeus a Annie)
Ambos levantaram e entraram em seus carros e seguiram caminhos diferentes.
Na entrada da casa dos Simons, Annie e Sam se beijavam, entre um beijo e outro, ela o interrompeu com uma pergunta.
- Quer passar a noite aqui?
- Bem que eu queria, mas Luke quer conversa.
- Queria acorda com você de novo ao meu lado.
- Quem sabe amanhã?
- Tá bom. Mas um beijo?
- Só esse e depois tenho que ir.
A beijou intensamente, fazendo com que despertasse o desejo por sangue, seus olhos escureceram e a empurrou para trás, não queria que descobrisse o seu segredo, saiu apressadamente para o carro a deixando plantada em frente à casa basicamente sem reação pela a bruta saída. No caminho de volta, começou a chover, depois de certa distância da casa de Annie, encontrou Sophi que aparentemente tinha algum problema em seu carro, estacionou e perguntou o que havia acontecendo, saindo do carro...
- Sophi, o que aconteceu?
- Meu carro. Não sei como explicar ele simplesmente parou. (Sorria charmosamente)
- Hmm... Posso te dar uma carona, você quer?
- Obrigado. (O abraçou)
O corpo dela encostou-se ao dele e o aroma do perfume o hipnotizou, fazendo com que seus instintos aflorassem novamente.
- Desculpa.
- Vá em frente. (Levantou o cabelo molhado pela chuva e deixou o pescoço a mostra)
Hesitou por um instante e a mordeu, então uma luz a longe clareou ambos, ele virou o rosto que estava manchado de sangue estreitou o olhos querendo enxergar deixou Sophi por um tempo e fitou a pessoa.
- 1, 2, 3 e
- O que vocêee faz.. (Desmaiou)
- Pronto!
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Geeh em Sex Abr 22, 2011 1:37 pm

mto legal..
avatar
Geeh

Mensagens : 8
Data de inscrição : 15/04/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:40 pm

Obg Geeh ^^

_________________
Spoiler:
My love...
You say you wanted more
What are you waiting for?
I'm not running from you
Look in my eyes
You're killing me, killing me!
All I wanted was you


I♥️YoungBlood
Ash Ian Jeer
TeamDamon&Delena 4ever | @mooshiepink, follow me?

Love this struggle,
Now there was very little,
Now just a blast
Ah, crazy things,
Hearts exchanging roses and punches.
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:51 pm

O Acordo
Capitulo 4


Escuridão. Era a única coisa que havia naquele calabouço nem um rastro de luz, além do cheiro horrível e a umidade, ele se sentia fraco as doses de verbena injetadas no seu organismo foram altíssimas, acorrentado a umas algemas gemia de dor, até que uma pequena luz acedeu ao longe.
- Quem está ai? Socorro. Tirem-me daqui. (Tentou gritar, mas conseguiu balbuciar algumas palavras em um tom alto)
- Samuel, Samuel, Samuel.
- John, por favor, me solte!
- Não, você acabou de acorda. Vamos conversa um pouco. (Se aproximou dele)
- O que você quer dessa vez? O que foi que eu fiz de errado? Por favor, me solte. (Murmurou)
- Pensei que vocês vampiros fossem mais fortes, mas estava errado, basta só um pouco de verbena que se tornam uns inúteis. Sophi traga pra mim mais um pouco de verbena pra esse jovem, acho que já conversamos o suficiente.
- Não John, por favor, não faça isso estou muito fraco irei morrer se me der mais. (A sua voz soava puro desespero)
- Vamos esperar sua irmã, mas enquanto isso um pouquinho de verbena não lhe fará mal. Sophi a verbena! (Saiu do aposento)
Não demorou para que Sophi a aparecesse, ela usava uma camisola de seda azul e na mão direita carregava uma garrafa com o veneno.
- Desculpa Sam. (O olhou de um jeito piedoso)
- Não faça isso, por favor.
- Não posso desobedecer às ordens dele.
Ela se aproximou o suficiente para que ficassem com os corpos praticamente colados, deu uma ultima olhada naqueles belos olhos verdes e com a mão esquerda apertou a mandíbula dele fazendo com que ingeri se o liquido, ele relutou mais foi em vão, desmaiou novamente.
Andava freneticamente de um lado para outro com o seu celular não, ainda de pijama tentava desesperadamente falar com Sam, tentou ligar mais uma vez e deu na caixa postal “Onde será que ele está.”, pensou. A ausência de notícias a deixava mais impaciente a cada segundo, tinha que fazer algo, vestiu se e saiu feito um relâmpago que sua mãe mal conseguiu pergunta para onde ia, entrou no carro e segui até a casa dos Smith.
Em frente a casa, estacionou o carro e bateu na porta, as suas expectativas fossem que Sam atendesse a porta, mas para sua surpresa Luke e seu belo peitoral desnudo a atendeu.
- Luke... (Falava nervosamente)
- Annie, o que você deseja?
- Sam está em casa?
- Não, ele não voltou ontem a noite. Mas acho que Nicole deve saber de alguma coisa.
- O que é que eu devo saber?(Saia da biblioteca usando apenas uma camisa, que parecia ser de Luke e estava com o cabelo todo desgrenhado)
- Seu irmão, a onde ele está?
- Em casa não dormiu e não o vejo desde ontem. (Falava em quanto abraçava Luke pela cintura)
- Desculpe.
Não pronunciou nem uma palavra aquela cena a deixou extremamente nervosa, vê-lo com ela a deixou enjoada, voltou apressadamente para o carro e dirigiu de volta para casa.
Deitada na mesa de sinuca o beijava vagarosamente, com os longos dedos e unhas bem feitas acariciava o rosto bem esculpido que ele tinha, o beijou mais uma vez e foram interrompidos pelo toque do telefone, levantou da mesa de sinuca e foi checar.
- Tenho que sair, agente pode ser ver mais tarde?
- Tanto faz. (Saiu do cômodo)
O olhou sair, aquela indiferença que ele tinha por ela, a deixava frustrada, não sabia onde errava. Trocou-se e saiu.
Estacionou o carro em frente da casa de John, entrou, pois não precisava de convite, aquela casa era peculiar tanto quanto o seu próprio dono.
- Estamos aqui Nicole. (Encostou os seu longos dedos em seu lábios inferiores e fitou a porta que dava para o calabouço)
- O que você quer John?
- O que eu quero. Sabe o que eu quero Nicole? (Levantou e a pegou pelo pescoço, a pondo de encontro com a parede) Eu quero que você faça o que combinamos. (A largou)
- Estou seguindo o acordo, mantendo Luke longe de Annie. Esse não era o nosso acordo?
- Não, este não era o acordo Nicole. O acordo era manter Luke longe de Mystic Falls! Sophi traga o nosso convidado.
- Era só isso John? (Revirou os olhos)
- Olha aqui está ele! Hoje ele está tão mau, já o vi melhor. O que achar Nicole?
Ela vira e se depara com o seu irmão machucado nos braços de Sophi, os seus olhos enchem de lágrimas e tenta se aproximar, mas a algo a impede de mexer-se.
- Você está vendo ele? O estado dele. Desprezível! (Acaricia o rosto de Sam, depois da uma tapinhas de leve e vira, ficando de frente a Nicole, que está imobilizada pelos os poderes dele) Mais um erro e ele morrerá. Há melhor! Não só ele irá morrer mais sua mãe também. É melhor você ter cuidado. Sophi pode solta-lo.
Sophi o largou nos braços da irmã e afastou assim deixando eles sozinhos.
- Nicole, só mais uma coisa. Por favor, tire-o daqui está sujando meu tapete.
- Seu...
- Cuidado, se eu fosse você não faria isso. Não se esqueça! (Saiu da saleta)
Saiu da casa carregando Sam que ainda estava debilitado, quando ouviu uma voz familiar que chamava o seu, levantou o rosto, para sua surpresa o seu pesadelo havia começado.
- Nicole, quer a minha ajuda? (Sorriu)


Última edição por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:55 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:54 pm

Procurada
Capitulo 5


- Fugir não é uma possibilidade, com o seu irmão nesse estado, não seria uma boa idéia. (Aproximou deles) Deixe me ajudá-la, prometo que não irei fazer nada a não ser ajudar.
- Mas... O que você esta fazendo aqui?
- Já disse tentando lhe proteger. (Sorriu)
- Por quê?
- Parece que não gostaram da sua saída repentina de New York. (Pegou Sam e colocou sobre o ombro e o levou até o carro)
- Obrigado.
- Trabalhando pra John grande regresso.
- O que você quer?
- Um beijo serve. (A beijou) Agora pode ir. Sim, diga a Luke que eu mandei um abraço.
Entrou dentro do carro e voltou à casa do Smith’s. Chegando lá tentou ser discreta ou máximo para que nem sua mãe e muito menos Luke descobrisse o que havia acontecido com Sam. O colocou na cama e deu lhe um pouco de sangue humano, e alguns instantes ele já estava bem melhor, arrumou para que ficasse sentado na cama e perguntou.
- Você está se sentindo melhor? Quer alguma coisa? (O olhava com o ar de preocupação)
- O que Liam quer com você?
- Ainda não sei, mas temo o que seja. Ele me mais perigoso do que John, só por ai você pode imaginar o quanto eu estou preocupada com essa visita repentina.
- Tome cuidado. (Fechou os olhos e tentou dormi)
Deixou o quarto com o Sam descasando, estava descendo as escadas quando ouvi sua mãe chamá-la.
- Seu irmão está bem?
- Sim.
- Um rapaz veio aqui atrás de você, pediu que fosse ao Mystic Grill.
- Ele deixou o nome? Alguma informação sobre ele?
- Não. Só espero que você não esteja envolvida com aquelas pessoas novamente, por que se...
- Tenho que ir.
Disparou para o Mystic Grill rapidamente, temia o que Liam poderia fazer com aquela cidade. Entrou no bar brutalmente, o procurou por toda parte e não o achou, pensou que talvez tenha sido do John, saiu aliviada do estabelecimento, até que a puxou e a beijou novamente.
- Surpresa! (A parou de beijá-la) Você fica linda quando está com medo.
- Liam, o que você quer?
- Você. ( A voltou a beijá-la)
- Pare! (O interrompeu) Acho que já paguei pelo que devia.
- Tem certeza? E se eu contar a Luke quem realmente matou Clara. Hein Nicole?
- Você não é capaz disso. ( Os seus olhos se encheram de lágrimas)
- Não duvide de mim pequena.
A beijou na testa e entrou no bar. O vento chicoteava as mechas do seu cabelo no rosto. Olhou para o céu suspirando e entrou no carro e voltou para casa.
Deitou em sua cama, agarrou o seu travesseiro, fechou os olhos e adormeceu.
Sentou e pediu uma bebida. Olhou em direção a porta e viu que Nicole não havia entrado, sabia que mais cedo ou mais tarde ela iria atrás dele. O garçom trouxe a seu drink e antes que tomasse o primeiro gole, sentiu duas presença distintas no ambiente, virou e olhou de um lado Annie e no outro John, sorriu e sabia que o jogo iria começar
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:57 pm

Trancados a Sete Chaves
Capitulo 6


Já passava da 9h e Luke ainda dormia, só que desta vez sozinho, fazia alguns dias que Nicole não aparecia para visitas durante a noite depois da caçada. Revirou-se na cama, ele estava inquieto, isso era anormal, até que acordou subitamente era outro pesadelo, como alguns meses atrás havia tido alguns eles retornaram, infelizmente era os mesmos. Levantou, tomou um banho rápido e logo saiu indo em direção ao lago, deu bom dia a Sra. Miles e seguiu o trajeto de sempre.
Sentado em uma das pedras que ficava bem próximo ao lago, sentiu aquele aroma da primeira vez que a viu quando chegou à cidade. Olhou para água e viu o seu reflexo e atrás dele havia o dela, esfregou os olhos, pois achou que seria uma ilusão, até que a voz doce soou.
- O que foi Luke? (Sentou ao seu lado)
- Nada.
- O que você está fazendo aqui?
- Nada.
- Porque você não fala direito comigo, eu fiz alguma coisa? (Falou preocupada)
- Vocês não fez nada. Tenho que ir.
- Espera...
- Tome cuidado quando voltar. (Levantou e saiu andando floresta adentro)
- Espera, deixa eu te acompanhar. (O seguiu)
Andaram boa parte do caminho que levava até a ponte em silêncio. Ela o olhou varias vezes, o seu coração acelerava mais cada olhada que dava nele, mas nenhuma palavra foi trocada, ele sabia como ela se sentia até que parou.
- Porque você...
- O que foi?
A luz que transpassava as grandes árvores causava um efeito surreal sobre ela, sem falar que o seu cheiro invadia as narinas dele, o deixando completamente tenso.
- O que você ia dizer? (Insistiu na pergunta)
- Eu ia dizer... (Ele se afastava aos poucos, pois suas pressas já haviam saído e ele não queria que ela visse)
- Ia dizer... O que? (Se aproximava em quanto ele se afastava cada vez mais) Qual é o seu problema?
Ficou irritada, parou por um instante respirou levemente e sentou em uma pedras que estavam próximo deles, ele a fitou por um instante e ainda hipnotizado pelo cheiro dela tentava se controlar para não se transforma.
- Vai ficar parado ai? O que era que você ia me falar. (Encostou as mãos em uma das pedras)
- Eu ia dizer que... (Colocou a mão sobre o rosto)
- Ia dizer que... Você nunca termina as fra... AAAAAAAAAAAA.
As suas mãos deslizaram sobre as pedras, assim caindo dentro do poço. Tentou segura-la, mas foi em vão tinha sido tarde de mais.
- Annie? Você está bem!
Ele olhou lá de cima, mas estava muito escuro e ela não respondia a única solução era pular, tinha que tirá-la de lá. Ambos estavam no poço, quando ele ouviu alguém se aproximando e pensou em pedir ajuda, não podia exibir o seu segredo por causa dela. Olhou para cima e surpreendeu com a imagem que via.
- Oi Luke. (Sorriu)
- Liam? O que você faz aqui? (Tentou subir, mas as suas mãos queimavam)
- Não importa!
- Preciso de sua ajuda, com essa garota.
- Você precisa de mais ajuda? Eu já estou te ajudando até de mais, aliás, você só vai sair daí quando tudo estiver em seu lugar, tinha muita gente atrapalhando o curso do rio.
- Como assim? O que você quer dizer com isso? Ajude-nos Liam.
- Outra coisa é melhor você se apressar, eu sei que você não quer que ela morra, já que a ama. Tchau Luke. (Sorriu novamente e saiu)
- Liaaaam.
Parou por um momento e não ouvia o coração de Annie, tomou em seus braços e logo sentiu o aroma do sangue que corria pela testa isso fez com que se transformasse, ela estava morrendo e o único meio era dar seu sangue. Mordeu o seu pulso direito e aproximou o pulso ensangüentado a boca dela e sussurrou.
- Por favor, beba. Não pode ser tarde de mais, não pode.
Encostou o seu ouvido perto do coração, mas não o ouvia bater. Deu mais um pouco do seu sangue, tentou novamente ouvir o seu coração mais nenhuma resultado, pôs ela deita ao seu lado e encostou-se à parede do poço e ficou ali por horas, até que escureceu.
- Vou ter que subir, mas como?
- Subir pra onde? (Perguntou Annie)
- Você acordou! (Estava espantado)
- Eu deveria estar dormindo, afinal estamos aonde?
- Você caiu dentro do poço e eu tentei te pegar, mas como você pode ver estamos preso aqui. Como você não se lembra de ter caído?
- Porque estou ensopada de sangue? Porque minha cabeça dói?
- Você bateu a cabeça, pensei que tivesse morrido...
- Mas como você pode ver não estou morta, mais isso não explica porque estou assim?
Respirou fundo a fitou por um momento e finalmente falou.
- Eu sou um vampiro.
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Carolitta em Sex Maio 13, 2011 6:58 pm

Pessoal por em quanto não deu pra postar as falas coloridas, porque fiquei sem tempo, mas embreve elas estaram coloridas.

Beijos e espero que gostem!

_________________
Spoiler:
My love...
You say you wanted more
What are you waiting for?
I'm not running from you
Look in my eyes
You're killing me, killing me!
All I wanted was you


I♥️YoungBlood
Ash Ian Jeer
TeamDamon&Delena 4ever | @mooshiepink, follow me?

Love this struggle,
Now there was very little,
Now just a blast
Ah, crazy things,
Hearts exchanging roses and punches.
avatar
Carolitta

Mensagens : 1501
Data de inscrição : 17/01/2011
Idade : 23
Localização : VampireHills *,...,*

Ver perfil do usuário http://www.fanfictions.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: - Paixão Sombria - ㅤ {Em Andamento}

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum